Políticos as eleições, Votar livremente e participar activamente da democracia, Vote for Change, Referendo on-line
Luís Gastão de Orléans e Bragança

Luís Gastão de Orléans e Bragança - Saudade do Império

Luís Gastão de Orléans e Bragança 20%

button ElectionsMeter.com

A visita do príncipe Harry, da Inglaterra, anima descendentes de dom Pedro II e entusiastas do regime monárquico em sua cruzada para resgatar a imagem da realeza brasileira

 

Com seus inconfundíveis cabelos ruivos e espetados, o príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II, cumpriu à risca o papel de chamar atenção para uma das mais veneráveis dinastias do planeta. Em sua curta visita ao Rio, o filho de Charles e Diana (que morreu num acidente de carro em Paris em 1997), de 27 anos, passeou de helicóptero, foi a um bar de Ipanema, beijou a bandeira de uma escola de samba, participou de um show de pagode no Complexo do Alemão e rolou pela areia da Praia do Flamengo. Tudo isso para promover a imagem de seu reino às vésperas de sediar a Olimpíada, em Londres, e o regime encarnado por sua avó, que comemora sessenta anos no trono. Em meio a uma performance capaz de fazer disparar o coração de mocinhas afoitas por ver um herdeiro real de perto, His Royal Highness também elevou a temperatura do gélido sangue azul da nobreza local. "Visitas desse tipo são muito benéficas para a imagem da monarquia de forma geral. Elas despertam a curiosidade e a admiração pelo próprio passado brasileiro", acredita dom Eudes Maria Rainier Pedro José Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança e Wittelsbach (sim, o nome completo dos membros da realeza, destronada ou não, é sempre longo), 73 anos, tataraneto do imperador dom Pedro II.

 

Derrubada em 1889, nossa antiga família real costuma ser discreta. Espalhados pelo Rio, por São Paulo e por cidades como Petrópolis e Vassouras, os descendentes da casa de Orléans e Bragança evitam ostentar. Dom Eudes, por exemplo, é oficial da Marinha reformado e presidente de uma empresa de laminados plásticos. Tal estilo de vida plebeu, no entanto, não impede que um fiel grupo de seguidores cultue a monarquia, seus valores e rituais. Organizados em uma associação batizada de Círculo Monárquico, eles se reúnem anualmente no fim de semana seguinte ao dia 6 de junho. Nessas ocasiões, cerca de 500 membros, entre herdeiros do que foi no passado a aristocracia nacional e simples entusiastas da causa, comemoram o aniversário da assim chamada sua alteza dom Luís Gastão de Orléans e Bragança. Radicado na capital paulista, primo de dom Eudes, ele seria hoje o dono da coroa, se ela não estivesse trancafiada em uma vitrine do Museu Imperial de Petrópolis. "Evidentemente, uma figura como o príncipe inglês reaviva entre os brasileiros o charme monárquico", escreveu o presumido do trono, d. 74 anos, em um e-mail enviado a VEJA RIO por seu mordomo (dom Luís não concede entrevistas por telefone).

 

Leia mais: veja Rio (21 de Março de 2012)


martina -
Bandeira-lono spam

Não ElectionsMeter é responsável pelo conteúdo do argumentos. Por favor consulte sempre o usuário ou autor do argumento. Todos os argumentos ou qualquer texto publicado na electionsMeter deve incluir o nome original do autor e as referências à fonte original do texto. Os usuários são obrigados a seguir a lei de direitos autorais. Por favor, leia com atenção as regras do uso do site.

 
load menu