Políticos as eleições, Votar livremente e participar activamente da democracia, Vote for Change, Referendo on-line
left right

Biografia Cristovam Buarque

> Brasil > Os políticos > Partido Democrático Trabalhista > Cristovam Buarque
Cristovam Buarque Cristovam Buarque
Cristovam Buarque
Atualmente é senador pelo Distrito Federal. | Brazilian politician and a Senator for Federal District.
email

DESCRIÇÃO DO CANDIDATO: 

Cristovam Buarque Biografia

POR:

 

Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque (Recife, 20 de fevereiro de 1944) é um engenheiro mecânico, economista, educador, professor universitário e político brasileiro, membro do PDT. Atualmente é senador pelo Distrito Federal. Foi Ministro da Educação entre 2003 e 2004, no primeiro mandato de Lula. Nas eleições de 2010, foi reeleito para o cargo de senador pelo Distrito Federal, com mandato até 2018. É casado e tem duas filhas.

 

Carreira política

Governo do Distrito Federal (1995-1999)

O projeto bolsa-escola, implementado no Distrito Federal durante seu governo, foi premiado no Brasil e no exterior. Apesar de ter obtido 58% de aprovação (notas ótimo e bom) em pesquisa do instituto Datafolha realizada ao final de seu mandato – tendo sido classificado como o quarto governador de estado mais popular à época – não conseguiu a reeleição, perdendo para Joaquim Roriz (PMDB) por pequena margem de votos. Cristovam atribuiu a derrota à promessa que Roriz fez em campanha, de conceder um grande aumento salarial de 28% para o funcionalismo público do Distrito Federal. A promessa não foi cumprida por Roriz.

 

A filiação ao PDT

Cristovam Buarque foi nomeado ministro da Educação por Lula, no dia 1º de janeiro de 2003, mas foi demitido do ministério no início de 2004 via telefone por Lula – com o envolvimento do então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu. Sobre sua saída do PT, declarou: "Eu não sai do PT, foi o PT que saiu de mim. Este é o grande crime do PT. O partido é de gente honesta, mas acomodada. A corrupção é de alguns petistas." Após cogitar sua permanência no senado como "independente", decidiu ingressar no PDT, com o qual tem afinidades antigas, tendo participado da campanha de Leonel Brizola à presidência em 1989. Sua proposta de transformar a educação em grande prioridade nacional é uma continuidade das ideias de Darcy Ribeiro, que foi um importante formulador das políticas educacionais do PDT.

 

Candidatura presidencial

Foi candidato a presidente da República em 2006 pelo PDT, tendo o senador Jefferson Peres como vice-presidente. A principal bandeira de sua campanha foi a federalização de uma educação pública de qualidade para o nível básico (ensino pré-escolar, fundamental e médio), vista como pré-requisito para a solução de todos os demais problemas brasileiros a médio e longo prazos. Para alcançar esse objetivo, propôs a federalização de alguns aspectos da área, como, por exemplo, a definição de padrões mínimos para a infraestrutura educacional (prédio, equipamentos etc.), currículos dos cursos e formação de professores. Obteve a quarta colocação no primeiro turno, atrás de Lula, Geraldo Alckmin e Heloísa Helena, tendo recebido 2.538.834 votos, equivalentes a 2,42% dos votos totais e 2,64% dos votos válidos. Personalidades como Juca Kfouri, José Trajano, Caetano Veloso, Fernanda Torres, Ricardo Noblat e Manoel Carlos declararam que votaram em Cristovam.

 

Possível candidatura ao Governo do Distrito Federal

No dia 10 de março de 2010, em uma reunião com líderes de sete partidos o senador Cristovam Buarque admitiu pela primeira vez a possibilidade de concorrer ao cargo de governador do Distrito Federal, Cristovam também afirmou que o principal motivo para favorecer sua candidatura seria a presença do ex-governador Joaquim Roriz entre os oponentes os sete partidos que participaram da reunião disseram que são contra a volta de Roriz ao poder.

 

fonte

 

 

ENG:

 

Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque (Cristóvão Ricardo Cavalcate Buarque), (born February 20, 1944) is a Brazilian politician and university professor, member of Democratic Labour Party (PDT). He is married and has two children.

 

Political career

Federal District Governor (1995–98)

His term as Governor of Distrito Federal was marked by strong tensions with the Workers’ Party (PT), and particularly with the unionist base of the party, as he strove continuously not only to maintain his independence from party directives, but also to influence intra-party political struggle through State power. In that, he achieved evident success in subduing the party to his policies, at the high price of demobilizing most of the PT activists.

 

Entering PDT

In 2005, after the denunciations of corruption involving Partido dos Trabalhadores (Worker's Party) (PT), he left the party. He said: "I did not leave PT, it was PT that left me. This is the great crime of the PT. The party is comprised of honest, but accommodated people. Only some petistas are corrupt." After considering staying in Senate independently, he decided to enter the Democratic Labour Party (Brazil) (PDT), with which he had old affinities, having participated of the campaign of Leonel Brizola to the presidency in 1989. His proposal to transform the education into great national priority is a continuation of the ideas of Darcy Ribeiro, an important formulator of the educational politics of the PDT.

 

2006 Presidential Race

Cristovam Buarque ran for President in the elections of 2006 for the PDT, having the senator Jefferson Peres as vice-president. The main flag of his campaign was federalization of basic public education (preschool, basic and intermediary education), considered a prerequisite for solving many Brazilian problems in the medium and long run. To reach this objective, he considered the federalization of some aspects of the area, such as the definition of minimum standards for educational infrastructure (buildings, equipment etc.), curricula, teacher training and with a minimum monthly wage of R$ 800,00 for teachers. He was fourth in the first round, behind Lula, Geraldo Alckmin and Heloísa Helena, having received 2,538,834 votes, or 2.64% of the valid votes. Celebrities as Juca Kfouri, Jose Trajano, Caetano Veloso, Fernanda Torres, Ricardo Noblat and Manoel Carlos had declared that they had voted for Cristóvão.

 

source

October 12, 2010

updated: 2013-02-01

icon Cristovam Buarque
icon Cristovam Buarque

Não ElectionsMeter é responsável pelo conteúdo do argumentos. Por favor consulte sempre o usuário ou autor do argumento. Todos os argumentos ou qualquer texto publicado na electionsMeter deve incluir o nome original do autor e as referências à fonte original do texto. Os usuários são obrigados a seguir a lei de direitos autorais. Por favor, leia com atenção as regras do uso do site. Se o texto contém um erro, informações incorrectas, que pretende corrigi-lo, ou mesmo que você gostaria de sarna integralmente o conteúdo do perfil, entre em contato conosco. entre em contato conosco..

 
load menu