Políticos as eleições, Votar livremente e participar activamente da democracia, Vote for Change, Referendo on-line
left right

Biografia Marta Suplicy

> Brasil > Os políticos > Partido dos Trabalhadores > Marta Suplicy
Marta Suplicy Marta Suplicy
Marta Suplicy
A Ministra da Cultura do Brasil desde 2012. | Brazilian politician and psychologist. The Minister of Culture of Brazil since 2012.
email

DESCRIÇÃO DO CANDIDATO: 

Marta Suplicy Biografia

POR:

 

Marta Teresa Smith de Vasconcellos Suplicy (São Paulo, 18 de março de 1945) é uma psicóloga, apresentadora de televisão e política brasileira filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT). Foi prefeita de São Paulo, ministra do Turismo e atualmente está licenciada do senado federal. Foi a primeira mulher vice-presidente do Senado Federal até 11 de setembro de 2012, quando foi nomeada ministra da Cultura.

 

Família e infância

Marta Teresa Smith de Vasconcellos, conforme o nome no registro de nascimento, é filha de Luís Affonso Smith de Vasconcellos e de Noêmia Fraccalanza Smith de Vasconcellos. Vinda desta família tradicional de São Paulo, é bisneta e trineta dos barões de Vasconcellos. Seu pai, Luís Affonso era proprietário de indústrias de papel e cartonagens.

 

Tem três filhos, João, André e Eduardo (o cantor Supla). Divorciou-se em 2001, mas manteve o sobrenome com o qual se tornou conhecida. Com o divórcio oficializado em 2003, casou-se com o franco-argentino Luis Favre, pseudônimo de Felipe Belisario Wermus, divorciando-se novamente, em 13 de fevereiro de 2009.

 

Carreira política

Em 1981 filia-se Partido dos Trabalhadores (PT). De 1995 a 1998 foi deputada federal eleita pelo PT, em São Paulo, com 76 130 votos. Na época, foi a quarta melhor votação do partido na Câmara. No Legislativo, foi autora de vários projetos de lei, como a Parceria Civil Registrada entre pessoas do mesmo sexo, a obrigatoriedade da cota mínima de 25% de mulheres na lista de candidatos às eleições que obedecerem ao sistema proporcional. Em 1995 foi representante da Câmara dos Deputados na IV Conferência Mundial sobre a Mulher, Pequim, China. Em 1996 representante da Câmara dos Deputados no Congresso Mundial contra a Exploração Sexual e Comercial de Crianças, na cidade de Estocolmo, Suécia. Em 1996 a 1997 foi escolhida duas vezes (1996 e 1997) pelo DIAP uma das cem parlamentares mais atuantes do Congresso Nacional. Em 1997 foi vice-líder da bancada federal do PT e vice-presidente do Grupo Parlamentar Interamericano sobre População e Desenvolvimento (órgão ligado à ONU). Em 1998 foi presidente do Grupo Parlamentar Interamericano sobre População e Desenvolvimento (ligado à ONU).

 

Prefeitura de São Paulo

Foi candidata do PT ao governo de São Paulo, com 3,743 milhões de votos, mas que não passou ao segundo turno, ficando em terceiro lugar, disputado contra Paulo Maluf e Mário Covas. Já em 2000 foi eleita prefeita da cidade de São Paulo pelo PT, com 3.248.115 votos (58,51% dos votos válidos). Disputou o segundo turno com Paulo Maluf (então PPB, atual PP).  No final de seu governo, em outubro de 2004, o governo Marta na prefeitura de São Paulo obteve um bom índice de aprovação. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha, realizada nos dias 7 e 8 de outubro de 2004 e publicada no dia 9 de outubro de 2004 pelo jornal Folha de S. Paulo, 48% da população paulistana considerava a administração do governo Marta Suplicy ótima ou boa. Por alguma razão, que intriga vários analistas políticos, Marta não conseguiu transformar esse alto índice de aprovação em votos nas eleições.

 

Pré-candidata ao governo do estado de São Paulo

Em 2006, Marta Suplicy é pré-candidata a governadora pelo PT, sendo derrotada nas prévias do partido pelo senador Aloízio Mercadante, que conseguiu maioria no interior do estado. Mercadante foi derrotado em primeiro turno por José Serra.

 

Ministério do Turismo

Ao término do processo eleitoral de reeleição do presidente Lula, Marta Suplicy assume o Ministério do Turismo no segundo mandato do presidente Lula. Como Ministra do Turismo obteve, na Alemanha, linhas de crédito para empresários brasileiros interessados em investir na Copa do Mundo de 2014. Em março de 2008 foi assinado um acordo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que vai investir um bilhão de dólares no turismo brasileiro, em um novo modelo de Prodetur Nacional.

 

Eleições 2010

Convenção do PT paulista realizada em 26 de junho de 2010 lança candidatura de Marta Suplicy ao Senado Federal. A mesma convenção confirma o senador Aloizio Mercadante (PT) como candidato ao governo estadual, pela coligação União Para Mudar. Marta liderou todas as pesquisas até a data da eleição, quando aparecia empatada com o candidato coligado pelo PC do B, Netinho de Paula. Entretanto, após a apuração dos votos verificou-se que o candidato mais votado e eleito para a primeira vaga de senador foi Aloysio Nunes Ferreira, do PSDB. Marta foi a segunda colocada com 22,61% dos votos válidos ou 8.314.027 votos.

 

Senado

Marta tomou posse no Senado Federal em 1 de fevereiro de 2011. Foi eleita também a primeira vice-presidente do Senado por indicação do PT. Durante a posse, declarou à imprensa que lutará pela retomada de discussão sobre projetos de lei autorizando o casamento homossexual e o aborto. Marta não foi a primeira mulher a representar o Estado de São Paulo no Senado Federal, antes dela Dulce Sales Cunha Braga, eleita pelo PDS em 1982 representou São Paulo.

 

Ministério da Cultura

Em 13 de setembro de 2012 é nomeada ministra da Cultura pela presidente Dilma Rousseff, substituindo Ana de Hollanda.

 

fonte

 

 

ENG:

 

Marta Teresa Smith de Vasconcelos Suplicy (born March 18, 1945) is a Brazilian politician and psychologist. She was Mayor of São Paulo from 2001 to 2004 as a member of the Brazilian Workers' Party (PT). She later served as the Brazilian Minister of Tourism between March 14, 2007 and June 4, 2008, when she resigned to run again for mayor of São Paulo.

 

She attended Michigan State University (1966–68), and Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1969–75); she did post-graduate work at Stanford University (1973). Suplicy started her career as a TV anchorwoman, providing sex advice on a popular show named TV Mulher (Woman TV), broadcast by Rede Globo. While serving as Congresswoman she proposed a gay civil unions act. After running for governor of São Paulo and losing to Mário Covas of the Brazilian Social Democracy Party (PSDB) in 1998, she was elected mayor of the state capital, São Paulo, in 2000.

 

Her administration of the city is marked by the changes she made to the city's bus system, creating a ticket that is valid for a period of two hours, called bilhete único. In the public educational system she created large schools and cultural centers, called "CEU", which were built in the poorest districts of the city. Towards the end of her administration, she began the construction of several underpasses which alleviated traffic in certain points of the city. She also increased many existing municipal taxes as well as creating new ones. In 2004 she ran for a second term, but was unseated by former PSDB presidential candidate José Serra.

 

On March 14, 2007, Suplicy accepted the Luiz Inácio Lula da Silva's invitation to become the new Minister of Tourism. Later that same year, on June 13, 2007, when interviewed about the 2006–2007 Brazilian aviation crisis, Suplicy suggested that users of the Congonhas Airport in São Paulo who suffered long delays while heading for vacation should "relax and enjoy because they will forget the troubles afterwards" (Portuguese: "relaxa e goza porque você vai esquecer dos transtornos."). Her speech included a double entendre, as the word she used for "enjoy" can also refer to an orgasm.

 

On October 3, 2010, Suplicy was elected for the Federal Senate of Brazil, becoming the top voted female Senator ever, receiving over 8.2 million votes. She is also the first female ever elected Senator from São Paulo, the most populous state of Brazil. She promised to fight for the approval of PLC 122, a bill criminalizing homophobia, and also reintroduced the same-sex civil unions bill. The latter received its first victory in the Senate Human Rights Committee on May 24, 2012.

 

Family

Suplicy has three sons, one of whom is the musician Supla. She was married to Eduardo Suplicy (PT), a Brazilian senator from the state of São Paulo, from 1965 to 2001. Later, she married Luis Favre, whom she also divorced after a relationship of nearly eight years. She currently dates Márcio Toledo, president of the Jockey Club of São Paulo.

 

source

October 12, 2010

updated: 2013-02-01

icon Marta Suplicy
icon Marta Suplicy
icon Marta Suplicy
icon Marta Suplicy
icon Marta Suplicy
icon Marta Suplicy

Não ElectionsMeter é responsável pelo conteúdo do argumentos. Por favor consulte sempre o usuário ou autor do argumento. Todos os argumentos ou qualquer texto publicado na electionsMeter deve incluir o nome original do autor e as referências à fonte original do texto. Os usuários são obrigados a seguir a lei de direitos autorais. Por favor, leia com atenção as regras do uso do site. Se o texto contém um erro, informações incorrectas, que pretende corrigi-lo, ou mesmo que você gostaria de sarna integralmente o conteúdo do perfil, entre em contato conosco. entre em contato conosco..

 
load menu