Políticos as eleições, Votar livremente e participar activamente da democracia, Vote for Change, Referendo on-line
left right

Biografia Pedro Passos Coelho

> Portugal > Os políticos > Partido Social Democrata > Pedro Passos Coelho
Pedro Passos Coelho Pedro Passos Coelho
Pedro Passos Coelho
Um gestor, economista e político português. O actual Primeiro-ministro de Portugal e presidente do PS. | The Prime Minister of Portugal and leader of the PSD.
O primeiro-ministro
email

DESCRIÇÃO DO CANDIDATO: 

Pedro Passos Coelho Biografia

POR:

 

Pedro Manuel Mamede Passos Coelho ou simplesmente Passos Coelho (Coimbra, Sé Nova, 24 de Julho de 1964) é um gestor, economista e político português sendo o actual Primeiro-ministro de Portugal (cargo que exerce desde 21 de Junho de 2011) e presidente do Partido Social Democrata (PSD).

 

Carreira política

Integrou o Conselho Nacional da Juventude Social Democrata (JSD) e foi representante no Conselho Nacional do Partido Social Democrata. Foi, ainda, co-autor de Juventude: Que Futuro em Portugal, publicado em 1981, pelo Instituto Sá Carneiro. No final da década de 1980, integra a vice-presidência da JSD, tendo posteriormente assumido a sua presidência por mais de seis anos. Em 1991 ingressa na Assembleia da República na qualidade de deputado, tendo desempenhado funções de vice-presidente e porta-voz do Partido Social Democrata. Exerceu o cargo de vereador sem pelouro na Câmara Municipal da Amadora entre 1997 e 2001, altura em que fundou o Movimento Pensar Portugal.

 

Iniciou também, em 2001, o desempenho de vários cargos profissionais enquanto consultor e gestor, exercendo funções em várias empresas, a maioria na área do meio ambiente. No ano de 2004, assume a direcção financeira da Fomentinvest, SGPS, S.A., e o cargo de administrador executivo da mesma em 2007, função esta que mantém a par com a presidência de várias empresas do grupo.

 

Em 2005, foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Vila Real pelo PSD, cargo que exerce até à atualidade. Em 2008, Pedro Passos Coelho fundou a Plataforma de Reflexão Estratégica — Construir Ideias, uma plataforma de análise e debate dos temas da agenda do país. Também em 2008, assume-se como candidato à presidência do PSD nas eleições directas de Maio, tendo sido eleito membro do Conselho Nacional do PSD no mês seguinte.

 

Tendo aderido à Juventude Social Democrata em 1978, chegou a presidente da sua Comissão Política Nacional, em 1990, cargo que ocupou até 1995. Foi deputado à Assembleia da República, pelo círculo eleitoral de Lisboa, entre 1991 e 1999. Integrou a Assembleia Parlamentar da OTAN, até 1995, e foi vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, de 1996 a 1999. Foi candidato a presidente da Câmara Municipal da Amadora, em 1997, exercendo o cargo de vereador até 2001.

 

É licenciado em Economia pela Universidade Lusíada de Lisboa, desde 2001. Anteriormente já tinha trabalhado na Quimibro, empresa que se dedica ao trading nos mercados de metais, de José Bento dos Santos, entre 1987 e 1989, e iniciado a sua actividade de consultor na Tecnoforma, em 2000. Em 2001 tornou-se colaborador da LDN Consultores, até 2004. Dirigiu o Departamento de Formação da URBE — Núcleos Urbanos de Pesquisa e Intervenção, entre 2003 e 2004. Em 2004 Ângelo Correia convida-o para ingressar no Grupo Fomentinvest, onde será director financeiro, até 2006, e administrador executivo, entre 2007 e 2009. Foi também presidente do Conselho de Administração das participadas Ribtejo e da HLC Tejo, a partir de 2005 e 2007, respectivamente. Entre 2007 e 2010 leccionou no Instituto Superior de Ciências Educativas.

 

Passos Coelho foi co-fundador do Movimento Pensar Portugal, em 2001, vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD, na direcção de Luís Marques Mendes, de 2005 a 2006, e é presidente da Assembleia Municipal de Vila Real, desde 2005. Em Maio de 2008 candidatou-se, pela primeira vez, à presidência do PSD, propondo uma revisão programática de orientação liberal. Derrotado por Manuela Ferreira Leite, fundou com um conjunto de apoiantes o think-tank Construir Ideias. Já em Janeiro de 2010 lançou o livro Mudar e assumiu-se, de novo, candidato às eleições directas de Março de 2010. Eleito presidente do PSD a 26 de Março de 2010, foi o líder do maior partido da oposição, viabilizando no parlamento três alterações ao Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC). A recusa de um quarto PEC, em sintonia com toda a oposição parlamentar ao Partido Socialista, e a necessidade de Portugal recorrer à ajuda externa (do FMI, do BCE e da UE) face à incapacidade autónoma de travar o défice das contas públicas portuguesas induziram o primeiro-ministro socialista José Sócrates a demitir-se do cargo de primeiro-ministro e obrigaram o presidente Cavaco Silva a convocar eleições antecipadas para 5 de Junho de 2011. Pedro Passos Coelho foi assim candidato nas eleições legislativas de 2011, vencidas pelo PSD, tendo deixado em segundo lugar o Partido Socialista liderado por José Sócrates, primeiro-ministro demissionário e candidato a um novo mandato.

 

fonte

 

 

ENG:

 

Pedro Manuel Mamede Passos Coelho (born 24 July 1964) is a Portuguese politician, leader of the Social Democratic Party (PSD) and the 118th Prime Minister of Portugal. Passos Coelho started very early in politics, becoming the national leader of the youth branch of the PSD. A business manager by trade, he has led the XIX Governo Constitucional (19th Constitutional Government of Portugal) as head of government since 21 June 2011.

 

Political career

Starting very early in politics, he had a long career in the youth branch of the Social Democratic Party (PSD), the JSD, where he was a member of the National Council (1980–1982) and Chairman of the Political Committee (1990–1995). He was a Lisbon deputy to the Assembly of the Republic in the VI and VII Legislatures (1991–1999); he also joined the Parliamentary Assembly of NATO (1991–1995) and was vice chairman of the Parliamentary Group of the PSD (1996–1999). In 1997, he ran for mayor of Amadora without success, but was elected municipal councillor (1997–2001). After has been member of the parliament from 1991 to 1999, Passos Coelho became eligible by law to a life pension, however, he declined the offer.

 

He was awarded a degree in economics by Lusíada University (Lisbon) when he was 37 (2001). He became a consultant with Tecnoformas (2000–2004), consultant of consultants LDN (2001–2004), Director of the Training Department and coordinator of the Program of Seminars URBE – Núcleos Urbanos de Pesquisa e Intervenção (2003–2004). He joined the company Fomentinvest as a CFO (2004–2006) working with Ângelo Correia, chairman of Fomentinvest and also a noted member of the PSD. Correia, an experienced member of PSD, is a close friend of Passos Coelho, both inside their party and corporate governance careers, and is considered Passos Coelho's political mentor. Passos Coelho became a member of the Executive (in 2007), accumulating the functions of chairman of the Board of the HLCTejo (2007–2009).

 

He was vice-president of the PSD during the leadership of Luis Marques Mendes (2005–2006), and has also been president of the Municipal Assembly of Vila Real Municipality since 2005; he was a presidential candidate for the PSD in May, 2008, where he proposed for the first time a programmatic review of the party's orientation. Defeated by Manuela Ferreira Leite, he founded, with a group of his supporters, the think-tank Construir Ideias (Building Ideas). On 21 January 2010, his book Mudar ("To Change") was published, and he was again candidate for the leadership of the PSD for the direct elections in March 2010; he was elected president of the PSD on 26 March 2010.

 

By 2010, in a context of sovereign default, he helped defeat the Socialist government under the leadership of José Sócrates when it tried to adopt a package of austerity measures in order to maintain economic stability, leading to a vote of no confidence that removed the government on 23 March 2011, and the general election of 5 June 2011.

 

source

2012-01-09

updated: 2014-07-11

icon Pedro Passos Coelho
icon Pedro Passos Coelho
icon Pedro Passos Coelho
icon Pedro Passos Coelho
icon Pedro Passos Coelho
icon Pedro Passos Coelho

Não ElectionsMeter é responsável pelo conteúdo do argumentos. Por favor consulte sempre o usuário ou autor do argumento. Todos os argumentos ou qualquer texto publicado na electionsMeter deve incluir o nome original do autor e as referências à fonte original do texto. Os usuários são obrigados a seguir a lei de direitos autorais. Por favor, leia com atenção as regras do uso do site. Se o texto contém um erro, informações incorrectas, que pretende corrigi-lo, ou mesmo que você gostaria de sarna integralmente o conteúdo do perfil, entre em contato conosco. entre em contato conosco..

 
load menu