Políticos as eleições, Votar livremente e participar activamente da democracia, Vote for Change, Referendo on-line
left right close

António Garcia Pereira

> Portugal > Os políticos > PCTP/MRPP > António Garcia Pereira
António Garcia Pereira está pronto para sua opinião, o apoio eo voto. Votação on-line!
PCTP/MRPP
 
foto Garcia Pereira

Garcia Pereira - para

Um advogado, professor universitário e político português. | A Portuguese lawyer and politician, the current leader of the maoist PCTP/MRPP.
 NO! Garcia Pereira

Garcia Pereira - contra

Clique, se não apoiar António Garcia Pereira. Diga por quê. | Click, if you do not support António Garcia Pereira. Say why.

Online resultados eleitorais para "Garcia Pereira" no gráfico.

graph
Gráfico on-line : António Garcia Pereira
Full functionality only if Javascript and Flash is enabled
POR: António Pestana Garcia Pereira (Lisboa, 14 de Novembro de 1952) é um advogado, professor universitário e político português. António Garcia Pereira é licenciado, mestre e doutor em Direito. Iniciou a sua carreira como assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em 1974, exercendo essa função até 1986. Em 1977 foi admitido na Ordem dos Advogados. Em 1986 passou a leccionar no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa. Entre 1991 e 1992 foi professor convidado do Departamento de Direito da Universidade Autónoma de Lisboa. Desde 2002 é professor auxiliar nesse instituto, onde rege as disciplinas de Relações Industriais e ...
para33contra   Na minha opinião, António Garcia Pereira é bastante bom político. Por exemplo, porque ... (se eu queria escrever isso, eu escrevi isso aqui), positive
para33contra   Eu não concordo. António Garcia Pereira é má escolha. Por exemplo, porque ... (se eu queria escrever isso, eu escrevi isso aqui), negative
Preferência actual
para Garcia Pereira
[TOP 4]

> António Garcia Pereira > Novidades

TERRORISMO POLICIAL PARTE IV
Conforme o referido no Ofício nº 26662, de 3/12, acabado de receber da Comissão Nacional de Protecção de Dados (ver imagem no final), não foi recebido naquela Comissão, por parte da PSP ou de outras Polícias ou Serviços Públicos, qualquer pedido de autorização ou de parecer relativamente à filmagem da manifestação/concentração do passado dia 14 de Novembro em Lisboa.O que confirma a inteira e ostensiva ilegalidade das filmagens consecutivamente efectuadas pela Polícia na referida manifestação e concentração e a completa e inadmissível ilicitude dos ficheiros e/ou bancos de dados que com elas se pretende constituir.Impõe-se, por isso, mais do que nunca saber quem ordenou, quem executou e quem utilizou, onde e para quê, tais imagens assim ilicitamente obtidas e promover o adequado procedimento contra os responsáveis por este grave crime público. RESPOSTA DA COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS:   
SÓCRATES - SÓ SEI QUE TUDO SEI!
A entrevista da RTP a José Sócrates revela, em meu entender, três coisas:A primeira é que Sócrates continua igual a si próprio: arrogante, incapaz de reconhecer um único erro, especialista na mistificação e no escamoteamento das suas responsabilidades que, segundo ele, serão nenhumas.A segunda é a fraqueza evidente dos solícitos entrevistadores, incapazes de confrontar Sócrates com uma única pergunta consequente e certeira, desde os célebres 150.000 novos empregos que iria criar, os impostos que iria baixar, as negociatas das parcerias público-privadas, a aldrabice dos números relativos ao défice na véspera das eleições, a impiedosa perseguição aos adversários políticos e a todos os que pensassem diferente, as várias tentativas de controlo da imprensa e dos serviços de informação, etc., etc., etc..A terceira é o que esta entrevista e a contratação de Sócrates como comentador político verdadeiramente encerra, de par com os critérios de escolha e promo
Posição do PCTP/MRPP sobre o acórdão do Tribunal Constitucional que se pronunciou sobre os cortes de salários e aumento das pensões
No acórdão que acaba de divulgar, o Tribunal Constitucional torna a aplicar a sua anterior orientação de dar sempre uma mão ao governo de traição nacional Coelho/Portas, abrindo-lhe uma saída para prosseguir a sua política de exploração e empobrecimento do povo português. Continuar...
OS DOIS (DESEQUILIBRADOS) PRATOS DA BALANÇA DO NOSSO MINISTÉRIO PÚBLICO
Os manifestantes detidos nas diversas manifestações em frente ao Parlamento, e designadamente em 14/11/12, foram acusados pelo Ministério Público do crime de desobediência e coação sobre funcionário, levados a julgamento e (com excepção de um único, absolvido) condenados a penas de largos meses de prisão, ainda que com a sua execução suspensa. Continuar...



 
antonio pereira garcia tese de doutoramento, movimento garcia pereira, antonui pestana garcia pereira -sociedade advogados, garcia pereira advogados, garcia pereira biografia e outros...
load menu